Os coronavírus causam infecções respiratórias e intestinais em humanos e animais; sendo que a maioria das infecções por coronavírus em humanos são causadas por espécies de baixa patogenicidade, levando ao desenvolvimento de sintomas do resfriado comum, no entanto, podem eventualmente levar a infecções graves em grupos de risco, idosos e crianças. Previamente a 2019, duas espécies de coronavírus altamente patogênicos e provenientes de animais (SARS e MERS) foram responsáveis por surtos de síndromes respiratórias agudas graves. Em relação a Doença pelo Novo Coronavírus 2019 (COVID-19), a clínica não está descrita completamente, como o padrão de letalidade, mortalidade, infectividade e transmissibilidade. Ainda não há vacina ou medicamentos específicos disponíveis e, atualmente, o tratamento é de suporte e inespecífico.
O espectro clínico da infecção por coronavírus é muito amplo, podendo variar de um simples resfriado até uma pneumonia severa. No entanto, neste novo coronavírus não está estabelecido completamente o espectro, necessitando de mais investigações e tempo para caracterização da doença. Segundo os dados mais atuais, os sinais e sintomas clínicos referidos são principalmente respiratórios. O paciente pode apresentar febre, tosse e dificuldade para respirar.
Prezado cliente, como vem sendo divulgado, já encontra-se disponível no mercado o exame diagnóstico para Coronavírus (COVID-19). Mas seguindo as recomendações dos órgãos oficiais, não estamos disponibilizando o teste.
Como é nosso dever justificar decisões como essa, reforçamos que todos os pacientes que apresentam sintomas como febre, tosse, falta de ar, dentre outros, estão sendo orientados a procurar uma unidade hospitalar para avaliação médica. A identificação de um paciente suspeito de contaminação deve ainda ser relacionada ao histórico clínico do mesmo. A solicitação do diagnóstico se dá apenas após essa triagem.
Estamos atentos aos desdobramentos causados pela doença e diante de qualquer mudança nesse quadro emitiremos novas atualizações.

Mais informações estão disponíveis no Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde – COE COVID-19 – 21/02/2020

Acesse: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2020/fevereiro/21/2020-02-21-Boletim-Epidemiologico03.pdf